Últimos Eventos

I Seminário Nacional de Constelações Familiares na Justiça

Setembro de 2017 • Rio de Janeiro/RJ

I Seminário Nacional de Constelações Familiares na Justiça promoveu troca de experiências entre consteladores e reflexões sobre o método

Diversas abordagens da constelação familiar, ditas em diferentes sotaques, foram apresentadas neste sábado, 30 de setembro, no I Seminário Nacional de Constelações Familiares na Justiça, promovido pela Associação Práxis Sistêmica. Consteladores, mediadores, advogados, psicólogos, assistentes sociais e juízes, lotaram o auditório da Universidade Santa Úrsula para trocar experiências sobre a prática e dar contribuições para ampliar o uso da constelação familiar pelo poder judiciário.

Para a presidente da Práxis, Ruth Barbosa, o seminário foi pensado para reunir as diferentes abordagens da constelação familiar que têm surgido pelo país e permitir uma troca de experiências em escala nacional. “Tenho certeza que esse evento ficará em nossa memória”, afirmou.

“Este seminário teve uma importância significativa por mostrar que há experiências sérias e consistentes com a constelação familiar no judiciário no Brasil inteiro”, afirmou a juíza Mylène Vassal, que participou como palestrante do seminário. Para ela, o que ainda falta para a constelação se consolidar no ambiente do judiciário é uma maior organização, uma definição do que é a constelação e como ela deve ser aplicada, para que a prática não seja desvirtuada.

A oficial de justiça Artilamar Quintas foi uma das convidadas que veio de mais longe, do Amapá. Mas ela garantiu que a longa viagem valeu a pena. “Vou voltar para o meu estado sabendo que há um conhecimento vastíssimo sobre constelação familiar. Saio daqui com a sensação de que preciso caminhar mais. Vi que outras pessoas estão enfrentando dificuldades semelhantes às minhas e que posso contar com essa rede de apoio”, disse ela.

Participante do evento, a assistente social da Guarda Municipal, Neide Linhares, se inscreveu no seminário para conhecer um pouco mais sobre a constelação familiar. Após ouvir as palestras, ela pretende fazer um curso e assistir a uma sessão de constelação para entender melhor a prática.

O I Seminário Nacional de Constelação Familiar na Justiça contou com cinco mesas redondas, além das palestras de abertura e encerramento. Confira: